VII Encontro de Pós-Graduação da Universidade Brasil tem apresentação de 222 trabalhos





No último dia 25 de novembro, foi realizado o VII Encontro de Pós-Graduação (EPG) da Universidade Brasil. Este tradicional evento promove o intercâmbio entre pesquisadores de diferentes áreas de conhecimento, reunindo docentes e discentes dos três campi sedes dos quatro Programas de Pós-Graduação stricto sensu da Universidade Brasil: Descalvado, Fernandópolis e Itaquera.

Realizado no Instituto Científico e Tecnológico da Universidade Brasil, anexo ao campus Itaquera, o EPG deste ano obteve o impressionante número de 222 trabalhos apresentados. Os trabalhos foram apresentados em formato de pôster, e os melhores avaliados pela Comissão Científica foram apresentados na forma de comunicação oral.
Para o Programa de Bioengenharia, um dos destaques foi a apresentação do trabalho “O uso da laserpuntura e moxabustão no tratamento de pacientes com osteoartrose de joelho”, do mestrando Luiz Gustavo Correa e Correa. Os autores pesquisam os efeitos de tratamentos menos invasivos contra a osteoartrose, como a laserpuntura e moxabustão. A osteoartrose é uma doença articular degenerativa que tem no joelho a articulação mais afetada e que afeta milhares de pessoas.
 
A apresentação do trabalho “Nanocompósitos de hidroxiapatita associado a uma fibrina derivada de veneno de serpente: análise físico-química”, do doutorando Daniel Mussuri de Gouveia foi um dos destaques para o Programa de Engenharia Biomédica. Esta pesquisa trata da mistura do selante de fibrina com nanocompósitos de hidroxiapatita: Um produto derivado de veneno de serpente totalmente natural, em forma de gel, biodegradável, bioabsorvente, não tóxico e não imunogênico, e que forma um composto com possível potencial de acelerar a regeneração óssea.
 
Já para o Programa de Ciências Ambientais, uma das apresentações que mais chamou a atenção dos avaliadores foi o trabalho “Ocorrência de fungos filamentosos em castanhas de caju e do Pará, comercializadas no noroeste paulista”, da mestranda Midian Nikel Alves de Souza. Com o objetivo de investigar a presença de fungos filamentosos produtores de micotoxinas em amostras de castanhas de caju e do Pará obtidas em diferentes pontos de comercialização no Noroeste Paulista, os resultados da pesquisa demonstram a importância da fiscalização efetiva da qualidade desses produtos, ressaltando que o consumo dos mesmos tem aumentado muito e a contaminação por micotoxinas, levando a um potencial risco para a saúde humana.
Para o Programa de Produção Animal, a apresentação do trabalho “Desenvolvimento de sistema tecnológico de precisão para moagem e mistura de rações para suínos, da mestranda Mariane Zabotto Evangelista, foi um dos destaques. Com o desenvolvimento deste sistema, espera-se garantir a qualidade das rações de suínos visando maior lucro ao produtor e redução dos impactos ambientais.
 
De forma geral, o VII EPG foi um sucesso, gerando muitos elogios tanto em relação à qualidade dos trabalhos, quanto à organização do evento.
 



Compartilhe
          
Últimas Notícias

Universidade Brasil inaugura novo Núcleo de Prática Jurídica em Fernandópolis
12/08/2022


Universidade Brasil está com vagas abertas para o PROUNI em quatro cursos
03/08/2022


Curso de Medicina da Universidade Brasil tem nova coordenadora
01/08/2022


Universidade Brasil disponibiliza a Biblioteca Digital Saraiva a seus alunos
25/07/2022